“Guarda tua felicidade. Não corra por aí espalhando a novidade. Fique quietinho, sorria em silêncio. Felicidade sem plateia dura mais.”
Sorrisol.    (via lamen-tos)
“Me abraçou apertado, num gesto desesperado, saudade mútua ela se entregou pra mim.”
Projota   
“E é você que me salva dos monstros que habitam meu corpo.”
Acaricia. 
“Eu amo o tom da tua voz pronunciando o meu nome e amo, ainda mais, quando ele muda enquanto você me chama com aqueles apelidos que só a gente entende. Eu amo quando você insiste em mim. Em nós. Quando, depois de uma briga, você me faz repetir cada uma das nossas promessas, garantindo que eu não esqueça o quanto você quer, tanto quanto eu, que as coisas continuem dando certo entre a gente. E o quanto tudo ficou muito mais bonito desde que você chegou e resolveu sonhar de mãos dadas comigo. Eu amo o teu sotaque e o quanto você fica irritado quando eu fico te imitando ou rindo das tuas manias. Eu amo o teu jeito de cuidar de mim. E, amo sentir a tua preocupação em saber se estou me alimentando na hora certa, se cheguei bem em casa ou se tomei o remédio pra dor de cabeça. Eu amo sentir a tua proteção, a tua atenção em saber quando não estou bem. E, amo quando você me diz: “tira o bico” pra me roubar um sorriso que eu insisto em negar quando fico chateada. Eu amo quando você me liga pra dizer boa noite e acaba ficando durante horas. E amo, mais que tudo, saber que vai ficar durante uma, duas, três vidas. Ou mais.”
Plenitude.  
“Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Afinal, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem beijos quentes ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de bonito. Não estou aqui pra que gostem de mim. Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho. E pra seduzir somente o que me acrescenta. Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que as vezes me cansa. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, voracidade e falta de ar.”
Clarice Lispector.
“Saudade quando aperta acaba esmagando o coração.”
Orquestre
“A gente precisa parar com essa mania de colocar os problemas em uma mala e sair carregando por aí como se eles fossem essenciais. Não são. Aliás, tudo que te faz mal é completamente descartável.”
Gabito Nunes.  
“Eu sei
me perdi
mas, ei,
só me acho
em ti.”
Los Hermanos.